Generosidade – Principio de Administração

0
398
Mercado cristão

“Quem dá aos pobres não passará necessidade, mas quem faz de conta que os pobres não existem será muito amaldiçoado.” Provérbios 28:27

Generoso, diz o dicionário Webster, é “ser de causa nobre, amável, disposto e sem egoísmo”. A generosidade é realmente um espírito que normalmente é parte do caráter de uma pessoa. É parte da lei da semeadura. Normalmente somos conhecidos por sermos generosos ou avarentos. Ser generoso é semelhante a ser um doador, mas de uma forma mais controlada. É dar e perdoar, é considerar os outros como gostaríamos de ser considerados. É caminhar a segunda milha. As pessoas generosas têm a atitude de dar, não somente dinheiro, mas também tempo, talento e de si mesmos. Sempre estão buscando oportunidades de semear em terra fértil, em pessoas preparadas, onde pode efetuar-se uma mudança. Normalmente começam a semear no perdedor e no desafortunado porque podem ver aonde uma pessoa pode chegar e não somente onde está no
presente. Existem duas coisas que Deus não pode abençoar:

1. A avareza: ela te impedirá de semear para o futuro.

2. A preguiça: ela te impedirá de manter o que tiver.

Uma das coisas que diferencia aos países desenvolvidos é sua “extensa” e próspera classe média. Qualquer nação que tenha os pobres como maioria não foi instruída no princípio da generosidade como fundamento para a verdadeira estabilidade sócio-econômica. A generosidade numa nação levará a seus fundadores a abençoar e desenvolver os pobres.

A generosidade não se concentra somente em dar um peixe ao dia e sim, em ensinar a pescar. Se preocupa com seu futuro, não só com seu presente. Se só alimentamos aos pobres, seu número crescerá e finalmente, iremos à falência tentando fazer o bem. Nosso sistema de assistência social nos têm demonstrado isso. Uma pessoa ou nação generosa não somente alimentará os pobres mas também lhes dará um programa de educação e capacitação que mudará sua atitude e percepção da vida, lhes dará visão e esperança para que possam superar sua situação. Nosso Senhor disse: “O Espírito está sobre mim e me ungiu para curar os quebrantados de coração e aos pobres”, isso quer dizer que há respostas e soluções para a pobreza. Tudo começa com as pessoas generosas que dão seu tempo para desenvolver os pobres e sem esperança. “Se deres aos pobres, suas necessidades serão satisfeitas”. Como? Ao desenvolver os pobres se aumenta a classe média. Isso gerará empregos. Terão salários para gastar. Gerarão compradores, se duplicarão, farão que uma nação seja prospera, em recompensa satisfaremos nossas próprias necessidades. Tudo se resume em que haja mais produtores, mais produtos, mais compradores, mais consumidores, mais trabalhos e menos pobres e desempregados. Apesar disso, sempre teremos pobres, mas não deveriam ser uma porção incontrolável de nossa sociedade.

Não dê somente dinheiro ou comida aos necessitados. Seja uma pessoa de espírito generoso e dê-lhes sonhos e esperanças que os ajudem a sair da pobreza. Ensine-os a dirigir sua liderança e habilidades para que se ajudem a si mesmos. Os que são avarentos se verão somente como futuros competidores em lugar de consumidores. Eles retêm seus sonhos para si mesmos e para sua ganância pessoal. Fechar os olhos ao pobre se converte em nossa própria maldição. Então, seja generoso, ajude aos pobres e receba benção para você mesmo. Os caminhos de Deus funcionam.

Fonte – La Red Business Network

DEIXE UMA RESPOSTA